Buscar
  • Especialista Ágora Digital

Como montar um projeto com influenciadores

Assim como a importância das redes sociais e do marketing digital, que cresceu muito nos últimos anos, impulsionado também devido a pandemia, campanhas com influenciadores ganharam muita relevância, se tornando uma ferramenta crucial para muitas empresas.


Ter seu produto apresentado por uma pessoa que o público confia e conhece faz toda diferença, além da interatividade que é possível ter nas redes sociais, juntando outros conteúdos para impactar os seguidores.


Mas montar uma campanha com influenciadores não é fácil e para garantir que ela seja bem sucedida é importante ter em mente alguns fatores, que vamos aprofundar aqui no blog.


1 – OBJETIVOS

2 – PÚBLICO-ALVO

3 – DEFINIÇÃO DOS INFLUENCIADORES

4 – BRIEFING E CONTEÚDOS

5 – ANÁLISES


1. OBJETIVOS


O primeiro fator a se pensar são os objetivos do projeto, o que dará o Norte e definirá tudo que é feito a partir daqui. Existem inúmeros objetivos distintos para uma campanha de marketing de influência. Veja alguns exemplos:


Awareness: Gerar conhecimento da sua marca no mercado que está inserido e entre o seu público-alvo.


Engajamento nas redes sociais: Curtidas, comentários, compartilhamentos e mais. Alavancando esses canais para sua marca.


Leads: Induzir potenciais clientes a se inscrevem em landing pages ou formulários online.


Vendas: Gerar vendas para a marca.


Vale ressaltar que esses não são os únicos objetivos possíveis, apenas alguns exemplos.


2. PÚBLICO-ALVO


Saber quem você quer impactar é parte crucial para o próximo passo do planejamento (definição dos influenciadores), sempre levando em conta os objetivos definidos no passo anterior. Existem dois jeitos principais de estipular quem você quer atingir:


Persona: A definição de uma persona para sua marca, feito através de entrevistas com clientes atuais.


Perfil demográfico: Usando uma base dos clientes atuais da marca, traçar um perfil levando em conta faixa-etária, gênero, classe social, localização geográfica etc.


3. DEFINIÇÃO DOS INFLUENCIADORES


Saber com quem sua marca está se associando é muito importante para que ação não gere impactos negativos ao invés de positivos, por isso é importante analisar o histórico e postagens deles.


É estimado que 3% dos usuários de redes sociais sejam considerados como influenciadores, o que da para imaginar, é muita gente. Portanto é fácil achar influenciadores, porém é importante analisar os perfis profundamente, o que as vezes só é possível com uma plataforma de prospecção ou entrando em contato 1 a 1 com os influenciadores, o que não é nada fácil.


Na escolha dos influenciadores é importante analisar alguns fatores: número de seguidores, engajamento, assuntos abordados, localização, público do influenciador, entre outros. Nessa fase deve-se decidir que tamanho de influenciadores você vai perseguir: Nanoinfluenciadores (até 10K), Microinfluenciadores (entre 10K e 100K), Intermediário (100K até 500K), Macroinfluenciadores (entre 500K e 1M) e Megainfluenciadores (mais de 1M).


Também é importante definir a proposta que você vai fazer para os mesmos, baseado no budget disponível para a ação, assim estipulando quantos influenciadores serão contratados.


4. BRIEFINGS E CONTEÚDOS


Depois de definir os objetivos, quem você quer atingir e os influenciadores que te ajudarão nessa ação, chegou a hora de decidir o que eles vão passar para o público-alvo, isto é, o conteúdo das publicações.


É importante lembrar que cada influenciador tem o seu jeito de se comunicar com o seu público e tentar alterar isso pode ser visto negativamente pelos prospects que você quer conquistar. Diretrizes são importantes, porém sem “amarrar” a forma que esse conteúdo vai ser passado para frente.


Tem alguns pontos que sempre devem estar claros nas diretrizes passadas para os influenciadores: a mensagem, período, conteúdo, público-alvo e informações sobre a sua marca que você considere interessantes tanto para o influenciador saber, quanto para o público dele.


Dependendo do canal que você escolheu para explorar (Instagram, Facebook, Youtube, Twitch, TikTok, etc) o tipo de diretriz também muda, já que cada rede social tem seu jeito de se comunicar.


5. ANÁLISES


Para analisar o sucesso da campanha e ver o que deu certo e o que deu errado, visando futuras campanhas, deve-se pensar nos objetivos traçados inicialmente e analisar os retornos. Alguns KPI’s (indicadores chaves de desempenho) que valem ser explorados são: Alcance, Investimento Total (ROI) e vendas, mas claro, sempre depende dos objetivos propostos.


Gostou do conteúdo?


Comente aqui o que achou e se ficou alguma dúvida, adoraremos esclarecê-las!


Está procurando uma agência para fazer o seu projeto de marketing de influência? A Ágora Digital é especialista em campanhas com influenciadores, entre em contato e entenda mais!













15 visualizações0 comentário